Acontece

Festival da Nossa Terra celebra vindimas em Mafra




É já no domingo que a Quinta de Sant’Ana, em Gradil, Mafra, abre as portas para o tradicional Festival da Nossa Terra com que celebra o fim das vindimas com gastronomia, vinho e muita animação. São esperados 2.000 convivas. num evento cujas receitas revertem  a favor de várias instituições da aldeia.

No festival, haverá boa comida e música e um misto de tradições. A juntar ao típico pão de Mafra, por exemplo, haverá também tarte de cebola alemã, e isto porque os proprietários da quinta abraçam as tradições locais mas não esquecem as suas origens.

James e Ann Frost, proprietários da Quinta de Sant’Ana, e os seus sete filhos são os anfitriões deste festival que surgiu como uma homenagem da família, de origem alemã e britânica, à terra e aos seus habitantes. O Festival da Nossa Terra começou como um modesto almoço de vindima e é agora um destaque regional, tendo crescido dez vezes em popularidade ao longo de uma década. Com o passar dos anos, a festa foi-se alargando a todos os apaixonados da cultura do vinho, reunindo visitantes provenientes de todo o mundo.

O início do Festival da Nossa Terra está marcado para o meio dia com provas de vinhos Quinta de Sant’Ana, visitas às adegas e atividades para crianças. A partir daí, o evento será o que os convivas queiram fazer dele. Há folclore português e da Baviera e ainda as bandas Cottas Club Jazz, Rui Franjas KoolJazz, Fires, Fun e Fandango.

Haverá ainda passeios de trator pela quinta e uma mostra de artesanato.

Para comer, os anfitriões propõem porco assado, pão de Mafra cozido em forno a lenha ou as famosas Sopas Saloias. Haverá também Água Pé e castanhas assadas, ou não estivessemos já perto do São Martinho.

Esta que é já uma festa tradicional de Gradil começou há 10 anos como um modesto almoço de final de vindimas e desde então não parou de crescer, tendo-se tornado já um evento com projeção regional.

Os adultos pagam 20€ e os mais novos (5 aos 17 anos) 10€, estando os bilhetes à venda na Fnac e na Ticketline.

A quinta que o rei deu à atriz

A Quinta de Sant’Ana tem um historial pelo qual passaram muitos proprietários. Esta é uma quinta romântica que se estende até à Tapada de Mafra e ao Palácio Real e onde o rei D. Luís mandou construir um teatro para depois a oferecer a Rosa Damasceno, famosa atriz do século XIX por quem o monarca se tinha apaixonado.

Já no século XX, em 1969, a herdade foi comprada pelo Barão Gustav von Fürstenberg, que aí viveu com a sua mulher Paula anos felizes, criando os seus sete filhos. Mas os ventos da história trocaram as voltas ao casal e após 1974 voltaram para a Alemanha. A quinta seria resgatada por um amigo da família, Joaquim Val Morais.

Em 1992, uma das crianças do Barão von Fürstenberg, Ann, compra a quinta com o seu marido James. É este casal o proprietário da quinta onde, a exemplo da geração anterior, também aqui criaram os seus sete filhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Siga-nos no Facebook