Macedo de Cavaleiros, Norte, Reportagem, Terras de Trás-os-Montes

Albufeira do Azibo: a praia de Trás-os-Montes

A albufeira do Azibo é um caso único no contexto português: as suas praias são de qualidade invulgar e a sua biodiversidade é única. A praia de Trás-os-Montes oferece muito e durante todo o ano.




São muitos os que todos os verões rumam a Trás-os-Montes para ir à praia e não vão enganados. As praias da Ribeira e da Fraga da Pegada, na albufeira do Azibo são a principal estância balnear do nordeste. Com zonas relvadas e de areia, com sol e sombra, parques aquáticos, gaivotas e canoas, com cafés ,vigilância e parque infantil.

E se quando o tempo começa a aquecer, a habitual paisagem bucólica do Azibo vai ganhando o colorido dos fatos de banho e os risos das crianças, é em agosto que a enchente chega. Então, contam-se por muitas centenas os que mergulham nas águas cálidas do Azibo. Mas há espaço para todos, não se chegando nunca a ter de pedir licença para pôr a toalha e arranjar um cantinho e depois desfrutar a água que se mantém a 22 graus à superfície e cuja qualidade lhe permite ostentar a Bandeira Azul

O Azibo recebe as finais há 8 anos
Finais de Voleibol de Praia

A praia da Ribeira é a mais conhecida e também a maior. Eleita Maravilha de Portugal (a única praia fluvial a norte do Tejo que ganhou essa distinção), é aqui que todos os anos decorrem as finais dos campeonatos nacionais de voleibol de praia. É, também por isso, a mais movimentada.

Já a praia da Fraga da Pegada é mais pequena. Esta é a praia fluvial em toda a Europa que há mais anos consecutivos tem a Bandeira Azul hasteada. Deve o seu nome a um monumento geológico e arqueológico. A Fraga da Pegada é um metavulcanito semelhante aos encontrados nos arquipélagos dos Açores e da Madeira e tem, além do mais, vestígios arqueológicos importantes, como pegadas escavadas (podomorfos).

Com um café-restaurante com vista para a albufeira e um outro pequeno apoio de praia, é desta zona balnear que parte um trilho pedestre que contorna parte da margem da albufeira. Não toda, porque estamos em plena área protegida.

As condições naturais e o constante trabalho da câmara municipal de Macedo de Cavaleiros para garantir todas as condições aos veraneantes fizeram o sucesso das praias do Azibo, mas a estes há que juntar ainda a sua localização, mesmo à saída de um nó da auto-estrada e logo ali ao lado de Podence, a aldeia que os Caretos puseram no mapa e onde também se come muito bem.

Azibo é Paisagem Protegida

A albufeira do Azibo foi construída como reserva de água para as atividades agrícolas, mas rapidamente se tornou um ponto de grande biodiversidade. De tal forma, que hoje é Paisagem Protegida, integrando aquela que é a maior reserva da Europa declarada pela UNESCO, a Reserva da Biosfera Transfronteiriça da Meseta Ibérica.

É aqui que o Mergulhão de Crista faz os seus ninhos em plena água no começo da primavera, e é também no Azibo que encontramos uma concentração invulgar de borboletas. Ao pé da Estação da Biodiversidade de Santa Combinha – uma aldeia ribeirinha que vale a pena visitar – encontramos 43 das 135 espécies de borboletas diurnas conhecidas em Portugal.

Albufeira do Azibo
A beleza do pôr-do-sol no Azibo

É por isso que o Azibo não é procurado apenas no verão. A observação da avifauna e das borboletas atrai a fronteira entre a Terra Quente e a Terra Fria transmontana também os amantes do turismo da natureza.

Da Estação da Biodiversidade parte também um pequeno trilho circular de 4,1 quilómetros que utiliza caminhos rurais recuperados e permite uma viagem pelas tradições e pela natureza.

Deitados no areal, aproveitando o sol quente de um fim de tarde de agosto, os veraneantes têm no rosto a tranquilidade que o lugar proporciona. Muitos são habitués nas praias da Ribeira e da Fraga da Pegada, mas há também quem tenha acabado de chegar pela primeira vez. Quando desafiados a descrever o Azibo numa palavra, repetem-se: “tranquilidade”, “maravilha”, “beleza”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *