Alentejo, Alentejo Central, Guia, Redondo

Guia do concelho de Redondo: da Serra D’Ossa a Montoito

Das paisagens serranas da Serra D'Ossa à planície em Montoito, um guia com o essencial para se conhecer e visitar o concelho de Redondo.

Nos anos pares, a vila de Redondo engalana-se de flores de papel, numa disputa rua-a-rua com quadros temáticos que leva ao concelho centenas de milhares de pessoas. Mas o território de Redondo merece ser descoberto durante todo o ano.

A olaria tradicional granjeou-lhe a fama e é um dos bons motivos para uma visita à vila do Alentejo Central, dotada de boas acessibilidades. Mas não é o único. Terra de bom vinho, os projetos de enoturismo multiplicam-se e acrescentam valor a uns dias bem passados neste território de contrastes.

Da Serra D’Ossa a Montoito ou – dizendo de outra forma – da paisagem serrana às planícies sem fim, Redondo é um concelho à espera de ser descoberto. São variadas e boas as experiências que esperam aqueles que o elejam como destino.




A gastronomia variada e autêntica é também ela um cartão de visita e aos tradicionais pratos alentejanos juntam-se alguns que não encontraremos noutro sítio que não neste concelho.

E, depois, há as pessoas. Os redondenses gostam de receber e o mais provável é que saia de lá com novos amigos, como nos aconteceu.

De dois em dois anos, as ruas de Redondo vestem-se de cor
Redondo em dia de Ruas Floridas – ©Câmara Municipal de Redondo

A perto de duas horas de Lisboa, o concelho de Redondo tem boas acessibilidades e é servido por autocarros expressos.

Vindo-se do litoral, a melhor forma de se chegar a Redondo é pela A6, deixando a auto-estrada na saída 6 (Évoramonte), seguindo depois pela N18, EN254-1 eN254. São 35 quilómetros entre o final da via rápida e o centro da vila.

Vindo de Sul, siga-se a N254 que liga Évora a Redondo. Se se vier do norte interior, a melhor opção é subir a Serra D’Ossa a partir de Estremoz.

O concelho de Redondo é servido pela Rede Expressos e pela Rodoviária do Alentejo . Consulte os seus sites para escolher o melhor horário.

A praça de táxis em Redondo é na Avenida Matos Fernandes. O telefone é o 266 909 129.

Da zona serrana à planície, o concelho de Redondo tem uma grande diversidade natural e à riqueza patrimonial junta-se o saber das suas gentes. Há muito para ver neste território.

Redondo

A bela Porta do Relógio em Redondo
Porta do Relógio ou do Postigo

Das cadeiras com fundo de buínho aos tabuleiros
Cores vivas e tradição

As mobílias pintadas do Alentejo são uma tradição que data de pelo menos o século XVIII.
Pintadas de cores vivas e com motivos florais, as mobílias continuam a ser uma marca identitária do Alentejo.
Em Redondo são vários os artesãos que dão corpo a esta tradição e com todos se pode falar.

Uma visita à vila de Redondo deverá começar pelo Largo D. Dinis, com a Porta do Relógio ou do Postigo e a Igreja Matriz. Esta é a entrada para a vila medieval, com as portas ogivais e as chaminés de escuta. Descendo a colina, as casas populares convivem com as casas de lavoura, num percurso que nos leva até à Praça da República, onde se destaca o edifício da Câmara Municipal, última obra de Manuel da Maia antes de ter sido chamado à reconstrução de Lisboa. Este é um calmo passeio que contamos aqui.

Mas estando em Redondo, não perca as tradições que este povo continua a cultivar. São várias as olarias que mantêm viva a louça tradicional de Redondo, pintada ou utilitária, e até há novas propostas. Todas estão de portas abertas a quem queira conhecer mais sobre esta arte.

O mesmo se passa com os artesãos do mobiliário típico alentejano. Há locais onde pode observar todo o processo de fabrico e outros onde apenas se pintam mesas, cadeiras, camas e outros móveis com as cores vivas e os motivos florais.

Serra D’Ossa

A Serra D’Ossa é a mais importante do Alentejo Central e, no território de Redondo, está bem cuidada. Aqui predomina a mata autóctone, com os sobreiros a serem a sua principal riqueza.

Anta da Candeeira
O “buraco da alma”

Ao Convento de São Paulo se deve muito o ter mantido a bodiversidade nos 600 hectares que administra. Apesar de ser um hotel rural, peça para ver a igreja e os claustros, que são de acesso livre. Se tiver sorte, poderá mesmo ver a ala museológica do hotel que tem a maior coleção de painéis do século XVIII in situ de Portugal. É verdadeiramente impressionante, garantimos.

Em Aldeia da Serra visite a Anta da Candeeira e conheça o “buraco da Alma”.

Montoito

Em Montoito, visite-se ainda a Igreja Matriz
Igreja do Espírito Santo

No extremo oriental do concelho, a freguesia de Montoito é de uma paisagem tipicamente alentejana, com as planícies a perder de vista. Conheça a Barragem da Guia. A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Assunção, do século XIV, ainda tem a abside primitiva. Foi Comenda da Ordem de Malta e mais tarde da Ordem de Avis. Visite também a Igreja do Espírito Santo, edifício do século XVII que apresenta na fachada a Cruz da Ordem de Malta, situada no largo com o coreto, com que forma um conjunto harmonioso.

Mesmo nos limites do concelho, mas já fora, a 4 quilómetros de Montoito, está o Castelo de Valongo. O castelo foi erigido sob uma fortificação muçulmana no século XII, tendo a torre de menagem sido acrescentada já no século XVI. O castelo está em propriedade privada e fechado, mas avista-se bem da estrada, no cimo de uma colina coberta por vinhas.

O Castelo de Valongo fica a 4 quilómetros de Montoito
Castelo de Valongo

Enoturismo

Estamos em terras de bom vinho. O solo argiloso do concelho de Redondo e o clima são propícios e o saber faz o resto. É das vinhas destas terras que saem vinhos premiados internacionalmente. Nos últimos tempos, as adegas existentes na região têm apostado no enoturismo.

Visitar uma herdade e conhecer como se chega a alguns dos bons vinhos é um programa cada vez mais procurado por turistas nacionais e estrangeiros.

Adega da Herdade da Pimenta
O vinho estagia em barricas de carvalho francês

Casa Agrícola Alexandre Relvas:

Herdade da Pimenta – tel:  917 295 358 @: enoturismo@herdadesaomiguel.com www.herdadesaomiguel.com

Abriu as portas a turistas no verão de 2016 e a adesão tem sido muito boa. Esta foi a adega que o Portugal de Lés a Lés visitou. O edifício revestido a cortiça da Herdade da Pimenta alberga a principal adega do produtor. Os programas de visita percorrem todo o processo de vinificação e terminam com provas de alguns dos vinhos premiados.

Na altura das vindimas existem programas especiais que nos permitem participar na colheita das uvas.

A simpatia e o cuidado com que cada visitante é tratado são um extra para quem quer saber mais sobre este produtor.

A Enoteca de RedondoNo casco medieval de Redondo, a Enoteca municipal é um espaço onde podemos provar todo o vinho produzido no concelho, acompanhado por excelentes enchidos e queijos locais.A enoteca funciona nos antigos Celeiros do Povo, um belo edifício medieval.
A Enoteca de Redondo

No casco medieval de Redondo, a Enoteca municipal é um espaço onde podemos provar todo o vinho produzido no concelho, acompanhado por excelentes enchidos e queijos locais.
A enoteca funciona nos antigos Celeiros do Povo, um belo edifício medieval.

Herdade da Maroteira:

Herdade da Maroteira – tel: 266 909 823 – @ philipmollet@gmail.com

No sopé da Serra D’Ossa, a herdade dedica-se à preservação do montado de sobro e azinho e as suas vinhas produzem nectares premiados internacionalmente. Tem habitações para estada de turistas e recebe visitas.

Roquevale

Herdade do Monte Branco – @: geral@roquevale.pt – www.roquevale.pt

Com duas herdades no concelho de Redondo, recebe visitas sob marcação.

Cooperativa Agrícola de Redondo:

À entrada da vila – tel: 266 989 100 – @: geral@acr.com.pt

A Adega Cooperativa de Redondo recebe visitas de grupos e faz provas de vinhos mediante marcação prévia.

Museu do Barro

Localizado no edifício do Convento de Santo António da Piedade, o Museu do Barro de Redondo leva-nos por uma viagem que começa nos solos do território e termina na saga dos almocreves que percorriam o país com a louça saída das olarias da vila.

Um museu com instrumentos agrícolas, imagens e textos explicativos
Museu Regional do Vinho

Na Praça da República, o Museu Regional do Vinho é um equipamento que nos explica as diversas fases de produção vinícola.
Em terras de bons vinhos, o museu dá a conhecer toda a atividade vinhateira, do amanhe da terra até ao copo.
É aqui que funciona o Posto de Turismo de Redondo.

A exposição permite-nos saber onde – e o que – são os barreiros mais utilizados, como se trata a argila para fazer barro e todo o processo de criação das peças.

A recriação de uma cozinha tradicional alentejana permite-nos ver toda a utilização da louça de barro de Redondo. Dos pratos decorados que nasceram nos princípios do século XX às diversas peças utilitárias, o barro de Redondo pode ser utilizado na preservação de alimentos e até no fabrico de vinho.

Das mão dos oleiros de Redondo saíam não apenas as peças mais tradicionais mas também as telhas coloridas e as enormes floreiras que decoravam as casas de lavoura que se vêem na sede do concelho.

Este é um museu interessante que espera uma visita.

Parque Ambiental de Redondo:

Para fugir à inclemência do verão, o Parque Ambiental de Redondo pode ser o local ideal. Com um grande espelho de água central e uma densa vegetação, o parque é uma zona sombreada e agradável que permite momentos de lazer.

Ecomuseu

Situado numa antiga escola primária no campo, o ecomuseu de Redondo promove várias atividades e passeios que exploram a riqueza da biodiversidade e arqueológica da sua envolvente. Procurar e saber reconhecer ervas aromáticas ou cogumelos endógenos são algumas das propostas. Qualquer um pode participar nas atividades do ecomuseu, bastando para tal estar atento ao site da Câmara Municipal.

São muitas e de qualidade as ofertas gastronómicas no concelho de Redondo. Predomina a gastronomia alentejana, há pratos que só aqui se encontram e até se pode optar por comida asiática.

Aldeia da Serra

Restaurante O Ermita
Pato com molho de azeitona

O Ermita:

Hotel Convento São Paulo – tel: 266 989 160 – aberto todos os dias

A sala na antiga capela do Bispo, no convento, é o cenário ideal para uma refeição.

Especialidades: Sopa de cação; Sopa de Tomate; Feijão C/ poejos e bacalhau; Pato C/ molho de Azeitonas; Bacalhau Conventual; Borreguinhos de Azeite.

Provámos o pato com molho de azeitonas e os borreguinhos de azeite e gostámos. O serviço não está à altura do espaço e da cozinha.

 

O Chana:

Restaurante O Chana
Sopa de tomate com tudo

Aldeia da Serra – tel: 266 909 414 – encerra à segunda-feira

Um espaço onde a simpatia e a boa comida andam de mãos dadas. Bernardino Parreira é o anfitrião e a todos os novos comensais lê a ementa, de onde se destacam as favas com carnes fritas, o gaspanho com peixe frito, a sopa de tomate com tudo e o ensopado de borrego.

Provámos como entrada o fígado de porco preto frito de coentrada, a sopa de tomate, que leva enchidos e bacalhau, e o ensopado de borrego. Gostámos e recomendamos.

 

Serra D’Ossa:

Aldeia da Serra – tel: 266 909 037 – encerra aos jantares de segunda-feira e à terça-feira

Especialidades: Gaspacho c/ carapaus fritos; Açorda c/ bacalhau e ovos; Favas c/ carne frita; Sopas de vinagre; Beldroegas c/ queijo e ovos.

 

Redondo

Restaurante A Torre
Bochechas de porto preto

A Torre:

Largo D. Dinis, 24 – tel: 969 237 815 – encerra terça-feira à tarde

Instalado numa casa senhorial do século XVI, o restaurante A Torre tem duas salas e uma agradável esplanada. As especialidades são Feijoada de Chocos; Borrego Assado; Sopa de Cação; Feijão c/poejos e Bacalhau; Migas com Carne Frita.

Provámos bochechas de porco e gostámos.

 

Restaurante Celeiro do Pinto
Secretos de porco preto

Celeiro do Pinto:

Avenida de Gien, lote B – tel: 939 136 665 – encerra à quinta-feira

Instalado nos antigos celeiros municipais, o Celeiro do Pinto conseguiu um espaço com caráter. A confortável sala está decorada com fotografias antigas de trabalhos agrícolas. A cozinha alentejana é aqui cuidada e obteve a certificação do Turismo do Alentejo

Especialidades: Gaspacho; Sopa de Feijão com Carapaus Fritos; Migas de espargos; Favas c/ entrecosto; Jantarinho de Grão; Borrego Assado e Migas Gatas.

Provámos os secretos de porco preto, grelhados no ponto, acompanhados por batata frita e uma salada de tomate com orégãos. Recomendamos.

 

Restaurante Ti Chica
Peixinhos da horta

Ti Chica:

Largo D. Dinis, 27 – tel: 266 095 146 – aberto todos os dias

Restaurante com três pequenas salas e decoração simpática, o Ti Chica surpreende pela ementa. À comida típica alentejana somam-se pratos asiáticos, uma vez que um dos sócios é paquistanês. É por isso que aqui se prova o Red Curry ou a Mousakaa, entre outros

Este é um restaurante que aposta fundamentalmente nos petiscos variados. Há que provar os deliciosos peixinhos da horta ou os ovos mexidos com farinheira. Ainda comemos açorda à alentejana e asinhas de frango com molho à Ti Chica. Gostámos.

 

Prato típico de Redondo
Calducho com poejos, ovos e bacalhau

O Marujo:

Rua João Anastácio Rosa, 11 – tel: 266 999 213 – encerra quarta-feira ao jantar e quinta-feira

Maria Margarida Valverde está aos comandos da cozinha e das suas mãos saem pratos tradicionais. No outono e inverno, prove-se o Calducho com poejos, ovos e bacalhau, prato que só se encontra no concelho de Redondo e de que ficámos adeptos.

Pratos do dia: segunda feira: Bacalhau à Gomes Sá ou/e Arroz Tostado de Pato; terça feira: Cozido de Grão c/ hortaliça; quarta feira: Feijoada c/ cabeça de porco; sexta feira: Sopa de Cação; sábado: Frango Assado, bacalhau à Marujo; domingo: Ensopado de Borrego.

 

O Engaço:

Rua Mouzinho de Albuquerque, 6 – tel: 968 329 398 – aberto todos os dias

Restaurante que ainda mantém a memória das antigas tabernas alentejanas. Instalado numa antiga hospedaria, a sala do primeiro andar mantém as argolas para prender os burros dos almocreves. O Engaço é conhecido pelo nome do proprietário. “Vamos ao Serafim” é como se marca encontro para esta casa onde, com sorte, se pode ouvir o cante.

Especialidades:Ensopado de Borrego, Sopa de Cação, Bacalhau à Casa, Feijão Com Poejos e Bacalhau, Migas com carne de Porco, Bochechas no forno

 

O Escritório:

Rua Manuel da Fonseca, 2C – tel: 266 094 926 – aberto todos os dias

Menus económicos

 

O Prato Alentejano:

Rua da Faia, 4 – tel: 266 999 336 – encerra ao domingo

Especialidades: Favas c/ entrecosto, Cozido de Grão, Bacalhau c/ espinafres, arroz de tomate c/ carapaus fritos,
Sopa de Tomate, Feijoada de Porco, Migas c/ Carne Frita.

 

O Rei dos Grelhados:

Rua João Anastácio Rosa, 8 – tel: 963 871 082 – encerra terça-feira ao jantar

Especialidades: Frango no Churrasco, Entrecosto na Brasa, Lombo na Brasa.

 

Porfírio’s:

Rua de Montoito, 59 – tel: 266 909 737 – encerra à segunda-feira

Especialidades: Beldroegas c/ queijo e ovo; Gaspacho com presunto e paio; Poejo c/ feijão e bacalhau; Costoletas de borrego.

 

Porta do Sol:

Largo 25 de Abril – tel: 964 616 461 – aberto todos os dias

Especialidades: Petiscos, Ensopado de Borrego, Migas de Espargos C/ Lombinho.

 

Pôr-do-Sol:

Rua Dr. José Luís Tavares, 27 – tel: 266 909 309 – encerra à segunda-feira

Especialidades: Borrego Assado; Ensopado de Borrego; Gaspacho; Sopa de Tomate; Frango assado; Lombo assado na Brasa.

 

Sérgio’s:

Largo das piscinas municipais – tel: 266 909 702 – encerra à segunda-feira

Especialidades: Migas; Açorda c/ bacalhau; Sopa de Cação; Frango assado; Ensopado de Borrego; Polvo à Lagareiro
Lombinho c/ camarão; Saladas Frescas de Verão.

 

Restaurante
Sopa de beldroegas com queijo e ovo

A Palmeira:

Courela da Capela – Vinhas – tel: 965 457 068 – encerra ao domingo

À saída de Redondo, em Vinhas, o restaurante A Palmeira serve diárias e pratos típicos alentejanos. Provámos uma muito boa sopa de beldroegas com queijo.

 

Pizzaria Nostra Vila:

Rua Manuel da Fonseca, lote 4A – tel: 266 999 717 – encerra à segunda-feira

Especialidades: Gaspacho; Açorda; Pizzas, Massas; Bacalhau à casa; Bife à casa; Francesinhas.

 

A Travessa:

Rua do Almagre, 68 (traseiras) – tel: 961 580 578 – encerra ao domingo

Especialidades: Favas de Azeite; Vajes de Fradinho; Assado de Borrego.

 

Jaquim dos Leitões:

Largo do Valado, 21 – tel: 964 013 987 – encerra à segunda-feira

Especialidades: Gaspacho; Favas com Entrecosto e Chouriço; Sopa de Beldroegas C/ queijo e Ovo; Leitão Assado;
Migas com Carne de Porco.

 

Montoito

O Salero:

Complexo turístico Lusitaurus – tel: 266 597 209 – aberto todos os dias

Especialidades: Assado de Borrego; Cozido de grão; Bochechas de touro bravo.

A Lareira:

Rua António José de Almeida, 50 – tel: 266 104 034 – aberto todos os dias

Especialidades: Gaspacho c/ carapaus fritos; Cozido à Portuguesa; Cabrito Assado no Forno; Beldroegas c/ bacalhau e Ovos; Bacalhau c/ feijão frade.

Um convento, quintas, montes alentejanos e até autocaravanismo: são várias as opções de alojamento no concelho de Redondo

hotel rural Convento de São Paulo
Antigas celas transformadas em quartos

Convento São Paulo Hotel Rural:

Serra D’Ossa – tel 266 989 160- www.conventosaopaulo.com

Antigo convento transformado em hotel rural, o Convento de São Paulo tem 9 quartos no edifício principal e 13 + duas suites na ala museológica. Fundado por eremitas que há muito procuravam a Serra D’Ossa, o edifício tem a maior coleção de azulejo do século XVIII do país.

O hotel rural tem duas piscinas e uma diversidade de oferta de atividades nos 600 hectares da sua propriedade. Nas suas instalações localiza-se o restaurante O Eremita.

 

Courela do Zambujeiro:

Redondo– tel: 266 999 096 / 914 983 092 eduardatavares@coureladozambujeiro.com  www.coureladozambujeiro.com

Quinta com oito quartos localizada em propriedade produtora de azeite à saída de Redondo. Tem piscina.

 

Herdade da Maroteira:

Aldeia da Serra – Tel: 266 909 863 / 966 548 697 – www.martoteira.com

Acomodações rústicas em alojamentos, chalés e casas rodeadas de sobreiros. Tem piscina.

 

Lusitaurus:

Quinta da Ribeira Abaixo, rua da Horta Abaixo, Montoito – tel 266 597 209 @: lusitaurus@hotmail.com www.lusitaurus.com

Quatro quartos e 7 apartamentos localizados no Centro Equestre e Tauromáquico Lusitaurus. Tem piscina e restaurante. Aceita cães.

 

Herdade Água d’Alte:

Aldeia da Serra– tel: 266 989 170 / 961 695 637 www.aguadalte.com

Casa de campo na Herdade Água d’Alte, tem piscina e lounge de inspiração tropical. O alojamento engloba suites, uma vila T1 e quarto familiar.

Localizado à entrada da Aldeia da Serra, foi totalmente remodelado em 2012.

 

Herdade do Pocinho:

Herdade do Pocinho- 266 909 642 / 965 457 374 @: herdadedopocinho@sapo.pt

Na estrada que liga Évora a Redondo, já perto da vila, a casa principal data de 1654 e tem quatro quartos. Há ainda alojamento na Casa da Horta, com 2 quartos. Tem piscina. O complexo está inserido na Herdade do Pocinho, um espaço de 270 hectares de pastagens com sobreiros, azinheiras e oliveiras. Pode haver interação com os animais e é possível assistir-se aos trabalhos da herdade.

 

Horta da Maria Francisca:

Redondo  tel: 912 680 702

Monte tradicional alentejano à saída de Redondo, tem 8 quartos e capacidade para 18 pessoas. Jardim relvado, infantil e piscina.

 

Monte da Coelha:

Redondo– tel: 266 909 675 / 968 131 467 @: montedacoelha@gmail.com

Casa perto de Redondo numa espaçosa propriedade com court de ténis, 2 piscinas e campo de futebol de 5.

 

Foro dos Fidalgos:

Aldeia da Serra – tel: 266 744 432 / 966 873 764 @: forodosfidalgos@sapo.pt / sertoriana@mail.telepac.pt

Alojamento local com capacidade máxima de 6 pessoas.

 

Alojamento Local Bastião:

Rua Manuel Joaquim da Silva, 5-B – Redondo – tel 266 909 171 / 964 340 900 @: bastiao.alojamento@presscenter.pt

5 quartos residencial e 1 quarto hostel no centro da vila.

 

Clube de Quartos:

Travessa do Mazombo, 14 – Redondo – tel: 266 909 164 / 968 931 371

No centro da vila, dispõe de 6 quartos e 10 camas

 

Autocaravanismo:

Redondo – No Parque de Feiras de Redondo existem infra-estruturas de apoio ao autocaravanismo.

Percursos pedestres

O território de Redondo é diversificado e deve ser percorrido com calma. Existem vários percursos pedestres devidamente assinalados.

os trilhos permitem descobrir um importante património natural e edificado
Anta da Candeeira

Percurso das Antas

Com começo na Aldeia do Freixo, o percurso das Antas é uma pequena rota em circulo com uma extensão de quase 6 quilómetros de pouca dificuldade que nos leva a conhecer alguns dos principais monumentos megalíticos do concelho, numa paisagem de montado de sobreiro e pequenas ribeiras.

Percurso do Freixo

Percurso de pequena rota circular com pouco mais de 5 quilómetros e baixa dificuldade, leva-nos da aldeia do Freixo pelos bosques das árvores que lhe deram o nome, propriedades agrícolas e as margens frondosas da ribeira. Tem como pontos de interesse a avifauna, nomeadamente as rapinas, a anta da Vidigueira e a Igreja de Nossa Senhora do Freixo, de abóbada tipicamente manuelina.

Percurso dos Eremitas da Serra D’Ossa

Pequena rota circular de dificuldade média, o percurso dos eremitas da Serra D’Ossa leva-nos a percorrer os espaços e caminhos que os monges eremitas marcaram. Com começo na Aldeia da Serra, o trilho tem como principais pontos de interesse – para além dos paisagísticos – a anta da Candeeira e o seu “buraco da Alma”, a Igreja do Monte da Virgem e o Convento de São Paulo.

O hotel rural Monte de São Paulo marcou outros percursos na serra. Antes de os percorrer, informe-se junto da recepção.

A reportagem do Portugal de Lés a Lés no concelho de Redondo teve o apoio de: Câmara Municipal de Redondo, Freguesia de Redondo, Freguesia de Montoito Canon Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *