Arganil, Centro, Região de Coimbra

Piódão e a serra do Açor

O Piódão é o seu maior cartão de visita, mas em Arganil há muito mais para viver e visitar. As casas de xisto com portas e janelas de um azul intenso da aldeia que se abre em anfiteatro desenham aquela que é uma das paisagens emblemáticas de Portugal.

Em terras de Arganil há ainda que passear pelas outras duas aldeias de xisto, a de Benfeita e de Vila Cova de Alva, e ainda Côja, a barragem das Fronhas, as praias fluviais e a serra do Açor. Conheça-se ainda a Mata da Margaraça, com os seus carvalhos, medronheiros, azinheiros e aveleiras.

E na Mata da Margaraça, os nossos passos devem levar-nos à Fraga da Pena. Aqui chegamos percorrendo os trilhos que nos levam até à queda da água que se precipita de uma altura de 20 metros.

Em Canhos visitemos o castro da Lomba do Canho, que é um dos poucos acampamentos militares romanos explorados arqueolgicamente. Em Pombeiro da Beira conheça-se o túmulo de Mateus da Cunha, na igreja local, e a Capela da Rainha Santa Isabel, de planta octogonal.

Falando ainda de património, em Arganil é imperativo conhecer a Capela de São Pedro, um dos raros exemplos do Gótico primitivo que chegaram até aos nossos dias. Podemos fazê-lo antes de apontarmos a um jantar que pode – deve – ter na gastronomia tradicional o seu ponto forte. Opte-se pelo bucho recheado à moda de Vila Cova de Alva, pelo cabrito à serrana ou pela chanfana e conheçam-se os sabores ancestrais destas terras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Siga-nos no Facebook