©Paulo Juntas

Saloios mas… republicanos

A primeira referência conhecida aos saloios é num documento de 1170, assinado por D. Afonso Henriques, no qual concede certos privilégios e regalias aos mouros forros dos arrabaldes de Lisboa, apelidando-os de sallayos. Loures é um dos principais concelhos desta região saloia (a norte de Lisboa) e tinha essencialmente gentes da terra, que cultivavam hortícolas que alimentavam a capital. As mulheres também trabalhavam para os senhores de Lisboa – como criadas de servir ou prestando outros serviços, como as lavadeiras de Caneças.

Alhos Vedros, Moita

Conta-me Histórias na Moita

Ali, banhada pelo Tejo e entre o Barreiro e o Montijo está a vila da Moita, que o é orgulhosamente há 300 anos. Da Baixa da Banheira a Sarilhos Pequenos são 20 quilómetros de margens, algumas urbanisticamente tratadas e outras em estado natural. Temos sapais, salinas, antigos cais e estaleiros navais.

Oeiras

Aqui o Tejo encontra o Mar

Oeiras acompanha o Tejo no seu encontro com o mar. Uma visita ao concelho pode começar em Algés e no Aquário Vasco da Gama ou no Centro de Arte Manuel de Brito e partir daqui por comboio ou seguindo pela Marginal, mas sempre com o azul das águas por companhia.

©CM Seixal

A baía do Seixal

O Seixal e a sua baía convidam a um passeio calmo e descontraído. Apreciar a vista dos restaurantes e bares ou entrar no Tejo e praticar um leque de actividades náuticas são duas das propostas em cima da mesa.

Bucelas: onde o Arinto é rei

A vila de Bucelas, a 25 km a norte de Lisboa, no concelho de Loures, é o centro de centenária região demarcada de vinhos – a única nacional só para brancos. São vinhos elaborados com a casta Arinto, com origem já provada nesta região, daí o registo como ‘Capital do Arinto’ efetuado em 2010. O microclima da região e os solos do vale do rio Trancão conferem caraterísticas específicas a esta variedade de uva, que tem aqui a sua expressão máxima, produzindo vinhos de cor citrina, sabor e aroma frutados, uma elevada mineralidade e acidez, que lhes dá grande potencial de envelhecimento.

©Antonio Periago Miñarro

Conhecer o Velho do Mar em Sesimbra

Sesimbra é um dos principais destinos turísticos da região de Lisboa mas continua a ser, em simultâneo, um importante centro da pesca tradicional do país, numa simbiose perfeita. É fácil, aqui, chegarmos à fala com o velho do mar, que toda a sua vida tirou do mar o seu sustento.

Siga-nos no Facebook