Castelo Branco-Naturtejo, Centro, Receitas, Vila de Rei

Receita de Bacalhau à Cobra – Vila de Rei

O Cobra é o mais antigo restaurante de Vila de Rei  e um dos templos da gastronomia do centro do país. De entre os pratos tradicionais que Odete Mendes confeciona, o Bacalhau à Cobra é por ventura o mais conhecido e também o mais procurado.




O Bacalhau à Cobra foi inventado pelo anterior proprietário do restaurante há cerca de 70 anos, que há 35 anos o transmitiu aos atuais proprietários do Cobra. É um bacalhau diferente, servido num espesso molho cítrico e acompanhado com migas de couve e batata doce frita.

Esta é uma receita algo demorada, por causa da confeção do molho.

Ingredientes:

Bacalhau (postas altas)
Batata Doce

Ingredientes do molho:

1 kg Citrinos diversos (damasco, laranja, limão, toranja, tangerina)
4 cebolas
4 cenoura
Pimenta q.b.
Noz moscada q.b.
Tomate pelado q.b.
Sal q.b
Ervas aromáticas (salsa e orégãos) q.b.
1 cálice de Vinho do Porto

Ingredientes das migas de couve:

Couve galega em caldo verde
2 cebolas
1/2 broa de milho
Azeite/óleo
Ervas aromáticas (salsa e orégãos) q.b.
dentes de alho q.b.

Preparação:

Depois de demolhadas e secas com papel, passam-se as postas de bacalhau que se querem generosas em farinha e fritam-se em óleo de amendoim, que se polvilha com ervas aromáticas (salsa e orégãos) trituradas. Depois de frito reserva-se.

Preparação das migas:

Numa frigideira com azeite e um toque de óleo põem-se os dentes de alho e as cebolas a refugar até alourarem. Junta-se o miolo de broa desfeito e a couve e deixa-se cozinhar mexendo com frequência.

Preparação do molho:

Cozem-se as cebolas e cortam-se em meia-lua. Cozem-se as cenouras e cortam-se em metades.Trituram-se os citrinos e as ervas aromáticas. Faz-se um refugado até a cebola aloirar e juntam-se os diversos ingredientes já triturados, a cenoura e o tomate pelado. Tempera-se com sal, noz moscada e pimenta e deixa-se cozer lentamente em lume brando até se conseguir um molho espesso e homogéneo. No final, põe-se ervas aromáticas a gosto

Quando o molho estiver pronto, junta-se o bacalhau e o cálice de Vinho do Porto.

Serve-se com a batata doce cortada às rodelas e frita e com as migas de couve. Havendo, acompanha com uma salada de Almeirão, uma espécie de alface maior, mais rija e com um verde mais intenso.

No restaurante O Cobra, de Vila de Rei, além do bacalhau à Cobra provámos os maranhos feitos na casa e o bucho recheado, bem como a sopa de peixe de rio com base da cenoura que é tradicional do concelho mais central do país. No final, foi-nos servido uma fatia de pudim de ovos e gelado caseiro de frutos silvestres acompanhados por um cálice de um muito bom licor de café. A carta de vinhos é competente, mas optámos por atravessar toda a refeição com uma deliciosa e fresca sangria de frutos silvestres).

A sala é muito acolhedora e o serviço coordenado por Tânia Lucas (a segunda geração da família à frente do restaurante) muito simpático, atencioso e eficiente.

Este é um restaurante que o Portugal de Lés a Lés não hesita em recomendar. Havemos de voltar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *