Acontece

Portugal considerado destino do ano 2016

Portugal não cessa de acumular distinção atrás de distinção enquanto destino turístico. Agora foi a vez da norte-americana Travel+Leisure eleger o nosso país como o destino do ano 2016. Uma eleição que tem especial significado por ser dos editores da revista norte-americana.

Na votação online, os leitores da Travel+Leisure derem a preferência à Croácia, mas os responsáveis pela revista norte-americana preferiram não ter em conta a votação do público e escolheram Portugal como o destino do ano 2016. As paisagens diversificadas, a cena cultural vibrante e o crescimento económico são os principais motivos apontados pelos editores da revista, que destaca ainda o “revolucionário conceito de ecoturismo”.

Portugal continua assim a somar distinções enquanto destino turístico. Ainda há bem pouco tempo, tinha sido eleito pelo terceiro ano consecutivo como o melhor destino de golfe do mundo. É também em Portugal que está o melhor hotel vínico do planeta e o melhor resort de praia da Europa, bem como o melhor Boutique Hotel. Os World Travel Awards – considerados os óscares do setor – trouxeram vários galardões para o nosso país, tendo os passadiços do Paiva sido considerados como destino inovador da Europa. Este é um ano de ouro que agora tem a cereja no topo do bolo com a distinção da revista norte-americana. Já em junho, o Turismo do Centro fora considerado o destino preferido pela Confederação Europeia das Agências de Viagens.

A escolha dos editores ganha uma importância acrescida, uma vez que a Travel+Leisure é considerada a bíblia das publicações de viagens norte-americanas. Ao destacar o nosso país, é de esperar um incremento de fluxo de turistas oriundo dos Estados Unidos.

O desempenho do setor do turismo permitiu que Portugal tivesse um crescimento superior ao dos restantes países europeus no terceiro trimestre do ano.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Siga-nos no Facebook