Acontece, Marvão

Marvão recebe festival Al Mossassa

Marvão engalana-se este fim-de-semana para receber o Festival Al Mossassa, a festa com que lembra o seu fundador e que leva a vila do Alto-Alentejo a fazer uma viagem no tempo até ao século IX.




Durante 3 dias, e até domingo 7 de outubro, dança, fogo, artes circences, recriações históricas e jogos medievais enchem a bela vila de Marvão, trazendo muita animação para todas as idades às muralhas e arruamentos da povoação que se ergue no alto do penhasco como um ninho de águia.

festival al mossassa
Um festival com muita animação.
Foto: E. Moitas

O Festival Al Mossassa (a Festa da Fundação) tem no espetáculo “A Lenda da Ponte de Marvão” um dos seus momentos altos que os organizadores prometem ir surpreender o público. Em estreia, o espetáculo baseia-se numa das lendas da tradição oral do concelho e envolve 40 pessoas. “A Lenda da Ponte de Marvão” sobe ao palco nos três dias do festival na entrada do castelo sempre às 21 e 30. A Câmara Municipal anuncia-o como o maior do estilo em todo o Alentejo.

Festival Al Mossassa é já um ex-libris de Marvão
Festival homenageia Ibn Marúan

O sincronismo da pirotecnia com os vários momentos da encenação, assim como a ilustração do espetáculo, recorrendo a uma técnica de amplificação de luz por emissão eletromagnética, serão os elementos diferenciadores deste espetáculo.

Com o cenário único do Castelo de Marvão e a sua arquitetura preservada como tela, vai permitir vários planos de ação que tornarão o espetáculo inesquecível.

Na imponente Torre de Menagem do Castelo vai ser instalado um equipamento para projetar desenhos e mensagens estilizados, que vão aparecer em diversos momentos do espetáculo e que vão embelezar e enquadrar a história.

Mas além de toda a animação, destaque ainda para o “Mercado das 3 Culturas”. Um espaço com cerca de 60 postos de venda onde se poderá encontrar produtos e objetos de alguma forma relacionados com as culturas islâmica, judaica e cristã, que diferenciam Marvão.

Com o Festival Al Mossassa, Marvão homenageia assim o seu fundador, Ibn Marúan, o rebelde, que fundou também a cidade de Badajoz, que no fim-de-semana passado também homenageou o seu fundadosr.

Ibn Marúan foi um líder militar e religioso do Al-Andaluz que se rebelou contra o emir de Córdoba e reinou sobre um território que se estendia da cidade espanhola a Marvão. Foi ele que edificou o castelo de Marvão, entre 876 e 877 e que deu o seu nome à vila.

A inauguração oficial da décima terceira edição do Festival Al Mossassa está agendada para as 11h00 de amanhã, dia 5 de outubro, junto ao edifício dos Paços do Concelho.

Após a cerimónia de inauguração do certame e no âmbito das comemorações da Implantação da República Portuguesa, a Assembleia Municipal de Marvão promove, a partir das 11h45, na sala das sessões do antigo Tribunal (Casa da Cultura), a Tertúlia “A 1.ª República e outras histórias da justiça”, com António Canêdo Berenguel.

O XIII Festival Al Mossassa encerra no domingo, 7 de outubro, às 20h00, após o espetáculo final de encerramento, com a participação de músicos, bailarinas, malabaristas, manipuladores de fogo, aves de rapina, encantadores de serpentes e figuras caraterísticas da época. Um verdadeiro cortejo medieval digno de encerrar este evento incomparável de celebração das três culturas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *