Jorge Montez

Jorge Montez

Nasceu e fez-se jornalista em Lisboa, mas quando o século ainda era outro decidiu mudar-se de armas e bagagens para Viana do Castelo. É repórter. Viveu três meses em Sarajevo quando os Balcãs estavam a aprender os primeiros passos da paz, ouviu o som mais íntimo da terra na erupção da Ilha do Fogo e passou cerca de um ano pelos caminhos do Oriente.
São Roque do Pico

Nas casas negras de São Roque do Pico

Em São Roque do Pico, como em todo o lado, os habitantes deitaram mão ao que a terra dá para erigir as suas moradas. Aqui a terra é de rocha vulcânica e, por isso, as casas eram negras e quase sempre debruadas a branco, num alto contraste feito para amaciar os olhos.

Serra d'Ossa e Convento de São Paulo

Agora só lá vai quem sabe

Já foi ponto de passagem obrigatório por ordem assinada por D. João I para quem viesse de Évora, Vila Viçosa ou Alandroal. Hoje, vai-se ao Redondo pelas suas gentes, as suas tradições e a paisagem em que a planície alentejana encosta à Serra D’Ossa.

Sernancelhe é terra de arquitetura de granito

Nas Terras do Demo, granito e castanha

Pelas terras altas e graníticas do concelho de Sernancelhe, o granito é a pedra utilizada na arquitetura civil e religiosa, robusta, muitas vezes cinzelada por mãos de artista nas fachadas das igrejas ou nas casas da fidalguia.

Lajes das Flores

Os nomes das sete lagoas

São sete as lagoas que as caldeiras dos vulcões extintos acolheram. São as caldeiras Branca, Negra, Seca, Comprida, Funda, Rasa e Lomba. Todas juntas um bom pretexto para conhecer em pormenor a ilha das Flores.

Em Praia da Vitória podemos ver os verdes da ilha

Quantos verdes tem a ilha Terceira?

Quantos verdes tem a ilha Terceira? Do miradouro da Serra do Cume fica-se com uma ideia, mas faltará o vocabulário para descrever todos os tons que seguem em direção ao mar e à baía de Praia da Vitória, eleita pelos praticantes de windsurf, kite-surf, kayak e surf.

Siga-nos no Facebook