Jorge Montez

Jorge Montez

Nasceu e fez-se jornalista em Lisboa, mas quando o século ainda era outro decidiu mudar-se de armas e bagagens para Viana do Castelo. É repórter. Viveu três meses em Sarajevo quando os Balcãs estavam a aprender os primeiros passos da paz, ouviu o som mais íntimo da terra na erupção da Ilha do Fogo e passou cerca de um ano pelos caminhos do Oriente.
Freixo de Espada à Cinta

O Manuelino em Freixo de Espada à Cinta

Podendo-se, o Vidago Palace Hotel é escolha a considerar. Não se podendo, não se deixe de lá ir e passear pelo imenso parque centenário, com as suas alamedas, trilhos e espelhos de água. Em Chaves, com a fronteira espanhola mesmo ali ao lado, usufrua-se do rio Tâmega e da natureza transbordante das suas margens e atravesse-se o rio pela ponte romana do Trajano.

Centro histórico de Faro

Conhecer a Vila-a-Dentro de Faro

Temos a ilha de Faro logo a seguir ao Aeroporto e também a marina e o casario. Temos os pratos de peixe e o bulício de uma cidade que é a capital do Algarve. Mas também temos o lado mais calmo.

Museu da Olaria em Barcelos

Os figurados de Barcelos

Os figurados surgiam como formas de aproveitamento do forno e do material, como brinquedos ou auxiliares de sustento, mas rapidamente se tornaram símbolo maior destas terras e até do país.

Almeirim

Onde os reis vinham caçar

Se cá chegou para comer a Sopa da Pedra, antes ou depois do petisco aproveite para conhecer esta cidade tipicamente alentejana, de caráter vincado e centro acolhedor. A riqueza cinegética do seu território levou D. João I a aqui construir um Paço Real, de que apenas resta o Pórtico do Paço dos Negros para o acolher sempre que em Almeirim procurava caça.

Siga-nos no Facebook