Jorge Montez

Jorge Montez

Nasceu e fez-se jornalista em Lisboa, mas quando o século ainda era outro decidiu mudar-se de armas e bagagens para Viana do Castelo. É repórter. Viveu três meses em Sarajevo quando os Balcãs estavam a aprender os primeiros passos da paz, ouviu o som mais íntimo da terra na erupção da Ilha do Fogo e passou cerca de um ano pelos caminhos do Oriente.
Monção

Com o rio Minho por testemunha

Em Monção, peguemos na bicicleta e façamos o trajeto da ecopista do Rio Minho, sempre a ver as águas correr e a Galiza do outro lado. Ou conheçamos a muralha fernandina e ouçamos a história de Deu-la-Deu Martins, a heroína local.

©CM Mondim de Basto

As piocas das Fisgas de Ermelo

Em pleno Parque Natural do Alvão, junto a Mondim de Basto, o rio Olo corre calmamente até se precipitar naquelas que são das maiores cascatas da Europa. As Fisgas de Ermelo têm um desnível de cerca de 400 metros e são das mais belas paisagens do parque.

©CM Montalegre

O Ecomuseu do Barroso

No extremo leste do Parque Nacional da Peneda Gerês, Montalegre é terra agreste que os homens souberam fazer sua, afagando-a com os seus arados ou esculpindo as suas entranhas em busca do minério.

Murça

Porca de Murça para ver e beber

A Porca está lá, no centro da vila, ocupando o lugar de destaque que lhe é devido. A Porca de Murça é na verdade um porco de cobrição, o “berrão”, e foi esculpida em tamanho natural numa pedra granítica. Esta estátua zoomórfica é um dos mais antigos vestígios da cultura castreja.

©Rota do Românico

Um passeio gourmet em Lousada

Em Lousada podemos partir à descoberta do românico, que aqui é profícuo e de boa qualidade, com destaque para as pontes. Ou podemos por percorrer sem destino o vale do Sousa e deixarmo-nos surpreender pelas suas paisagens.

São Pedro de Cête, Paredes

O românico e o ouro em Paredes

O Mosteiro de São Pedro de Cête é de visita obrigatória quando se está em terras de Paredes. Edificado no século X é uma das jóias do românico e nos seus claustros estão algumas das mais bem preservadas pedras tumulares. Mas em Paredes, há que conhecer também as minas de ouro de Castromil e Banjas.

Siga-nos no Facebook