Acontece, Loures

Quinta do Mocho é galeria de arte a céu aberto

De bairro problemático a galeria de arte pública com trabalhos de alguns dos melhores graffiters internacionais, a Quinta do Mocho é hoje um dos mais badalados spots do concelho de Loures e todos os últimos sábados de cada mês há visitas guiadas pelos jovens do bairro.




Hoje são já bem mais de meia centena de obras expostas nas fachadas do bairro de Sacavém. O projeto Galeria de Arte Pública ganhou forma em 2015 e rapidamente voou, tornando aquele que era uma das mais ostracizadas zonas dos subúrbios lisboetas num projeto de sucesso. A intervenção pela arte pode mudar vidas e, neste caso concreto, mudou a vida de todo um bairro e a percepção que dele temos.

Pela notoriedade dos artistas e qualidade das suas obras, o projeto tornou-se uma imagem de marca do concelho e ganhou mundo, de tal forma que a autarquia tem hoje uma lista de espera de graffiters internacionais e já expandiu o projeto a outras zonas do concelho. O município promove residências artísticas e os materiais necessários à execução das obras, a Robbialac e os autores oferecem os trabalhos.

Todos os últimos sábados de cada mês são promovidas visitas guiadas às obras distribuídas pelo bairro. A participação é gratuita e todos se podem inscrever ou apenas limitar-se a aparecer às 10 horas da manhã na Casa da Cultura de Sacavém com disposição para um passeio de cerca de 3 horas pelas ruas da Quinta do Mocho com jovens do bairro a servirem de cicerones.

Em declarações ao Portugal de Lés a Lés, a vereadora de Acção Social de Loures, Maria Eugénia Coelho, afirma que “A arte urbana tem servido para, ao longo dos meses, conseguir trazer pessoas para a quinta do mocho, permitindo assim desconstruir o estigma existente relativamente ao bairro, mostrando que é um bairro como qualquer outro.”

“Em 2016 participaram nestas visitas guiadas mais de 2.000 pessoas”, assegura. Mas nestes números estão apenas aqueles que se inscreveram nos passeios, não se contabilizando todos quantos apareceram espontaneamente. Na Quinta do Mocho existem já 64 obras de arte pública, mas o número em todo o concelho de Loures ascende a 150, de Bucelas à Portela. E de 17 a 25 de junho de 2017 está já marcada mais uma edição da Loures Arte Pública.

No site Loures Arte Pública é possível conhecer a localização ao nível de freguesia das várias obras que povoam o concelho e, assim, fazer o seu próprio roteiro. A outra alternativa é aparecer na Casa da Cultura de Sacavém às 10 horas do último sábado de cada mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *