Douro, Norte

Outono no Douro: uma explosão de cor

O rio serpenteia no vale, afagando as encostas das colinas agora cobertas de espanto. Passando as águas perto da foz, o Douro é como que um traço forte a sublinhar de azul o assombro dos laranjas e vermelhos com que as encostas se vestiram. O Outono no Douro é como em nenhum outro lugar.




O vale do Douro traja de gala para nos receber no outono. As encostas cobrem-se de cor como se a natureza fizesse um desenho para explicar o nome do rio. Mas o nome foi-lhe dado pelo homem e foi também das mãos de homens que nasceu a paisagem que hoje nos deslumbra.

Foto: jns_4232
Jogo de cores e geometrias

O Douro será um dos melhores locais do mundo para se apreciar as cores do outono. É certamente o sítio onde a estação melhor se mostra em Portugal. Culpa do homem, que fomos nós quem construiu os socalcos e neles plantou vinhas; fomos nós quem deu magia a uma paisagem já de si deslumbrante.

Se nunca viu o Douro no outono, nunca viu o outono. Faça um cruzeiro subindo as águas do rio ou vá de carro. Mas a nossa sugestão é que apanhe o comboio e sempre pela margem direita vá vendo a paisagem transformar-se até à explosão de cores do Douro Vinhateiro.

Pare em Peso da Régua ou em qualquer outro ponto e faça um percurso pedestre, sinta-se inebriado com o festival de laranjas e vermelhos à sua volta, aprecie as geometrias das cepas e socalcos, as gradações de cores que parecem estudadas.

O Museu do Douro

Se sair na estação de Peso da Régua não se esqueça de visitar o Museu do Douro, na antiga Casa da Companhia, um dos mais emblemáticos edifícios da cidade. Aqui, conheça a exposição “Douro, Matéria e Espírito”, usufrua da paisagem, prove o néctar saído das encostas no Wine Bar e olhe para a paisagem na esplanada. Numa zona onde não faltam bons restaurantes, tem ainda a alternativa de comer no próprio museu, no “A Companhia”. São todas elas boas hipóteses para se complementar um passeio de outono no Douro.

Foto: Lelodemoncorvo
O Douro sublinha o outono com um traço forte de azul

Pode também fazer um cruzeiro de um dia pelas águas do rio. A Douro tem programas especiais de outono com descida ou subida do rio e viagem de comboio de/para o Porto.

Se viajar de automóvel fizer mais o seu estilo, siga pelas estradas que acompanham o Douro e não se esqueça de se deixar levar pela Nacional 222, entre Peso da Régua e o Pinhão.

Nacional 222 – o nome da estrada diz-lhe alguma coisa? É natural, foi considerada por um estudo encomendado pela Avis como a melhor estrada do mundo para se conduzir, pela relação entre curvas e retas. E ainda por cima com um cenário perfeito.

Divirta-se a fazer a estrada, mas faça-o em ritmo de passeio. Não se esqueça que chegou aqui por causa das cores. Aprecie as encostas que se sucedem, pare nos miradouros, aprecie cada recanto: encante-se com o outono no Douro.

Porque em nenhum outro lugar verá o outono como no Douro. É a própria revista Traveler que o diz, ao eleger a paisagem Património da Humanidade como uma das oito melhores para se apreciar as cores do outono em todo o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *