Alentejo, Alentejo Central, Évora, Vinhos e Gastronomia

Cartuxa a copo e petiscos alentejanos na nova Enoteca

Agora já podem provar os vinhos da Adega da Cartuxa a copo. A Fundação Eugénio de Almeida abriu a Enoteca Cartuxa no centro histórico de Évora, entre a Sé Catedral e o Templo Romano, erroneamente chamado de Diana durante muito tempo. Ali dá-se primazia aos vinhos, mas harmonizados com a gastronomia alentejana, com uma carta desenhada pelo Chef Vítor Sobral.
© Fundação Eugénio de Almeida
Serve almoços, lanches e jantares. Encerra ao domingo. Aceita grupos (espaço próprio em mesas corridas)

É uma Enoteca onde brilham os vinhos da Adega da Cartuxa, mas é também um restaurante de petiscos e pratos alentejanos. É “uma versão atual do Alentejo, onde pretendemos associar um serviço de excelência à recriação da gastronomia tradicional alentejana”, diz José Mateus Ginó. O diretor comercial e de marketing da Adega adianta que “queremos que este seja um espaço de convívio tanto para turistas como para os habitantes de Évora”.

Vítor Sobral, Chef consultor deste projeto, aposta numa cozinha contemporânea, mas com uma abordagem à essência da cozinha alentejana. E revela dois pormenores: os doces têm menos açúcar do que as receitas tradicionais e nos pratos de sustento dá-se destaque às ervas aromáticas.

Tradição e modernidade

O Portugal de Lés a Lés teve oportunidade de provar alguns dos petiscos e pratos, antes da abertura do espaço, e atestamos que os sabores alentejanos estão bem presentes, mesmo que, por vezes, em combinações pouco usuais. Nos petiscos destacamos, só a título de exemplo, as “bochechas de porco, pimentão da horta, cogumelos e farofa” ou as “lulas salteadas, malagueta, tomilho limão e cogumelos” e, nos pratos, a “açorda de camarão com tomate e coentros” é de comer e chorar por mais. Remate com um pudim de azeite e vai ver que não se arrepende.

Nos vinhos, a novidade é-nos dada pela gestora da Enoteca, a escanção Donatília Vivas: “vamos ter todos os vinhos da Cartuxa a copo, inclusive o Pêra Manca branco, porque do tinto não temos produção suficiente, mas haverá em garrafa”.

A decoração foi pensada da mesma forma: unir o tradicional ao moderno, fazendo lembrar as antigas tabernas alentejanas, mas num espaço muito mais amplo e com mais luz. As cores e todos os detalhes reportam ao vinho e à Cartuxa: as ilhas para exposição e venda de vinhos, os armários e as gavetas são feitas com caixas de vinho, a cortiça serve de base para a colocação dos talheres e a ementa é-nos oferecida sobre uma tampa em madeira de uma caixa individual de vinho.

[rev_slider alias=”slidercartuxa”]

A Enoteca divide-se em vários espaços, ligados entre si. A sala de entrada com o grande balcão corrido, onde pode satisfazer o apetite sentado em altos bancos de madeira, a sala da loja, a esplanada, a esplanada das vinhas, a sala das ilhas, com as diferentes referências de vinho da Adega Cartuxa e balcões corridos. A sala semi-exterior pode ser reservada para grupos.

E tem ainda um espaço de loja, onde se podem adquirir, para além dos vinhos da Adega Cartuxa, azeite do Lagar da Cartuxa, presuntos e enchidos produzidos nas herdades da Fundação Eugénio de Almeida, artigos como queijos, mel, enchidos, ervas de cheiro, sabão de leite de burra, bolachas, chocolates com recheio de vinho, compotas e muito mais.

Enoturismo da Cartuxa

E, já agora, depois de saciado o apetite, aproveite para visitar o Enoturismo da Cartuxa, na Quinta de Valbom, a 2 km do centro histórico de Évora e a 200 metros do Mosteiro da Cartuxa, da Ordem de Jesus, que inspirou o seu nome.

O Enoturismo da Cartuxa está instalado na antiga casa de repouso dos Jesuítas que lecionaram na Universidade de Évora nos séculos XVI e XVII. Comprada no século XIX pela família Eugénio de Almeida, a Adega Cartuxa passou por várias reformas e ampliações ao longo do tempo, conservando a riqueza da sua memória arquitetónica e histórica.

A Quinta já não funciona como adega mas é um dos centros de estágio dos vinhos da Fundação Eugénio de Almeida, pelo que pode visitar a antiga adega, as salas de barricas, as vinhas, os jardins e assistir a um vídeo sobre a produção dos vinhos. Pode também provar os vários vinhos e espumantes Cartuxa, com ou sem acompanhamento de enchidos, presunto, queijos ou compotas, tudo da casa. Há ainda uma loja onde pode comprar os vinhos da Cartuxa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *